SER MAÇON

Vigas Mestras de Maçonaria
de Jorge Buarque Lyra

 

Ser Maçon é ser amante da Virtude, da Sabedoria, da Justiça e da Humanidade.

Ser Maçon é ser amigo dos pobres e desgraçados, dos que sofrem, dos que choram, dos que têm fome e sede de Justiça e propor como única norma de conduta o bem de todos e o seu progresso e engrandecimentos.

Ser Maçon é querer a harmonia das famílias, a concórdia dos povos e a paz do gênero humano.

Ser Maçon é derramar por todas as partes os esplendores divinos da instrução, educar a inteligência para o bem, conceber os mais belos ideais do Direito, da moralidade e do amor e pratica-los.

Ser Maçon é levar à pratica aquele formosíssimo preceito de todos os lugares e de todos os séculos, que diz, com infinita ternura aos seres humanos, indistintamente, do alto de uma Cruz e com os braços abertos ao mundo: "Amai-vos uns aos outros, formai uma única família, sede todos irmãos" !

Ser Maçon é olvidar ofensas que se nos fazem, ser bom, até mesmo para com nossos adversários e inimigos, não odiar a ninguém, praticar a Virtude constantemente, pagar o mal com o bem. Isto é ser Maçon.

Ser Maçon é Amar a luz e aborrecer as trevas; ser amigo da Ciência e combater a ignorância, render culto a Razão e a Sabedoria. Isto é ser Maçon.

Ser Maçon é praticar a Tolerância, exercer a Caridade, sem distinção de raças, crenças ou opiniões, lutar contra a hipocrisia e o fanatismo. Isto é ser Maçon.

Ser Maçon é realizar, enfim, o sonho áureo da Fraternidade universal entre todos os homens. Isto é ser Maçon.

1